Vagner A. Alberto Advogados Associados

Blog

20/03/2020

São Paulo suspende protestos de dívidas por 90 dias

a_5754_d3db718a011f94f39dd49b576d785b08

Valor Econômico – 20/03/2020

O governador João Doria (PSDB) anunciou ontem que pessoas físicas e empresas terão prazo estendido de 90 dias antes de terem dívidas protestadas na Procuradoria-Geral do Estado, dentro das ações para mitigar os impactos da pandemia do coronavírus. “Estamos suspendendo protestos das pessoas físicas e jurídicas, devedores do Estado, pelo prazo de 90 dias, a partir de 1º de abril.”

Além disso, São Paulo suspendeu a cobrança de água pela Sabesp para 506 mil famílias carentes por 90 dias como medida de enfrentamento ao coronavírus. A medida atenderá a imóveis inscritos na tarifa social, anunciou Doria. “São as famílias de menor renda, as mais prejudicadas pela crise econômica. A tarifa não será cobrada em abril, maio e junho.”

Doria também informou que os supermercados do Estado venderão álcool em gel sem margem de lucro a partir de segunda-feira. Ele disse estar em negociação com farmácias e que um anúncio pode ser feito hoje. O governador pediu ainda que as prefeituras não adotem a interrupção do transporte público e de vias como medida para impedir a circulação do coronavírus, pois isso atrapalha a movimentação dos profissionais de saúde.

Em entrevista coletiva, o governador afirmou que é fundamental manter a logística de transportes, bem como de circulação de cargas e insumos essenciais. Para ele, é importante tomar medidas de enfrentamento, mas sem interromper a circulação de ônibus, os aeroportos e a logística nas estradas. “Foi correta a decisão do Ministério da Infraestrutura no sentido de evitar que o Porto de Santos parasse.” “Não podemos ter interrupção logística de nenhuma forma, apelo aos prefeitos.”